lucas arantes

http://www.myspace.com/lucasarantes

poema do acidente

leave a comment »

Suas partes começaram a apodrecer

A pele branca era lençol

Os ossos davam com a cara na porta

O gosto de cinzeiro vinha do intestino

Seguir era um desgosto de rancor

A raiva de ter ficado vivo

Na lembrança o carro cai

Seus filhos e sua mulher iam com a prima

E ele viu tudo

Sua vista desaguar pelo barranco

Seu destino ter sido perder tudo

O azar

A fúria de Deus como um grito de maldade

Risos

Risos

Paranóia

______________

(29/10/2010)

Anúncios

Written by lucasarantes

outubro 29, 2010 às 4:28 am

Publicado em outros

Tagged with ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: